Peixe Dragão




















Nome Popular: Peixe Dragão; Goby Violeta, Dragon Eel
Nome Científico: Gobioides broussonnetii
Família: Gobídeos
Habitat: Desde América do Norte (Georgia) ao Sul do Brasil ( RS ). Carolina do Norte, Florida, Golfo do México, longo da costa do Caribe, da Colômbia, leste Venezuela, Suriname, Guiana, Guiana Francesa e Brasil no extremo sul do Rio Grande do Sul.
pH: 7.2 a 8.5
Temperatura: 20º a 28ºC
Dureza: 10 - 30º dH
Tamanho Máximo: 60cm
Sociabilidade: Sozinho
Agressividade: Pacífico
Manutenção: Média
Zona do Aquário: Fundo
Aquário Mínimo: 300L
Alimentação: Onívoro. Alimentos vivos como peixes, minhocas, tubifex, insetos aquáticos, larvas, carne triturada. Dificilmente aceita rações. Na natureza esta espécie procura seus alimentos pelo olfato, já que sua visão não é muito desenvolvida. Se alimenta por peneiração de pequenos organismos presentes na lama.
Características Peixe típico de baías lamacentas e estuários, mas que pode ser encontrado em água doce em grandes rios. É extremamente territorial com membros da mesma espécie, sendo mais tolerante com outras. Evitar colocá-lo com peixes mais agressivos ou peixes menores.
Usar substrato de areia fina, já que gosta de se enterrar durante o dia e o aquário deverá ter muitos refúgios e tocas. Muito cuidado ao manusear este peixe, já que sua mordida é extremamente dolorosa por possuir dentes pontiagudos. Embora pode ser adaptado em água doce, recomenda-se mantê-lo em água salobra com salinidade até 1.005.
Reprodução: Ovíparo. Sua reprodução em cativeiro é um tanto difícil, embora possível. Deve-se colocar um macho e três ou mais fêmeas em um aquário grande com inúmeras tocas. Não alimente os peixes por alguns dias e baixe a salinidade lentamente. Alimente-os com alimentos vivos e vá subindo a salinidade, quando o macho procurará as fêmeas para acasalar. Passado o ritual e logo após a fêmea desovar, esta poderá ser retirada que o macho cuidará dos ovos. Após cerca de 48 horas os alevinos eclodirão, quando também deverá retirar o macho. Os alevinos nas duas primeiras semanas poderão ser alimentados com rotíferos e água verde. Logo após deverá fornecer alimentos vivos.

Marcadores: , ,

0 comentários:

Postar um comentário